Liturgia

6ª-FEIRA DA 20ª SEMANA - TEMPO COMUM

Noemi acompanhada de sua nora Rute,
a moabita, regressou a Belém
Início do Livro de Rute 1, 1. 3-6. 14b-16. 22
No tempo em que os juízes governavam, houve uma fome no país e um homem de Belém de Judá foi morar nos campos de Moab com sua mulher e seus dois filhos.
Entretanto, morreu Elimelec, marido de Noemi, e esta ficou sozinha com seus dois filhos.
Eles casaram-se com mulheres moabitas, uma das quais se chamava Orfa, a outra, Rute. E ali permaneceram uns dez anos.
Depois morreram também os dois, Maalon e Quelion e a mulher ficou só, sem os dois filhos e sem o marido.
Então ela se dispôs a voltar do campo de Moab para a sua pátria com as duas noras, porque tinha ouvido dizer que o Senhor havia olhado para o seu povo, e lhe tinha dado alimentos.
Orfa beijou sua sogra e partiu. Rute, porém, ficou com Noemi.
Esta disse-lhe: 'Olha, tua cunhada voltou para o seu povo e para os seus deuses. Vai com ela'.
Mas Rute respondeu: 'Não insistas comigo para que te deixe e me afaste de ti. Porque para onde fores irei contigo, onde pousares, lá pousarei eu também. Teu povo será o meu povo, e o teu Deus será o meu Deus'.
Assim Noemi voltou dos campos de Moab, acompanhada de sua nora Rute, a moabita. Regressaram a Belém, quando começava a colheita da cevada.
Palavra do Senhor.
Bendize, ó minha alma, ao Senhor!
Ou: Aleluia, Aleluia, Aleluia.
É feliz todo homem que busca / seu auxílio no Deus de Jacó, / e que põe no Senhor a esperança. O Senhor fez o céu e a terra, / fez o mar e o que neles existe.
R.
O Senhor faz justiça aos que são oprimidos; / ele dá alimento aos famintos, / é o Senhor quem liberta os cativos.
R.
O Senhor abre os olhos aos cegos / o Senhor faz erguer-se o caído; / o Senhor ama aquele que é justo É o Senhor quem protege o estrangeiro.
R.
Ele ampara a viúva e o órfão mas confunde os caminhos dos maus. O Senhor reinará para sempre! / Ó Sião, o teu Deus reinará / para sempre e por todos os séculos!
R.
Amarás o Senhor teu Deus, e ao
teu próximo como a ti mesmo.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 22, 34-40
Naquele tempo:
Os fariseus ouviram dizer que Jesus tinha feito calar os saduceus. Então eles se reuniram em grupo,
e um deles perguntou a Jesus, para experimentá-lo:
'Mestre, qual é o maior mandamento da Lei?'
Jesus respondeu: '`Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento!'
Esse é o maior e o primeiro mandamento.
O segundo é semelhante a esse: `Amarás ao teu próximo como a ti mesmo'.
Toda a Lei e os profetas dependem desses dois mandamentos.
Palavra da Salvação

SÃO BERNARDO, ABADE E DOUTOR DA IGREJA - SANTORAL

Ela o encherá do espírito de sabedoria e inteligência.
Leitura do Livro do Eclesiástico 15, 1-6
Quem teme a Deus, faz o bem; e quem observa a lei, consegue a sabedoria.
Ela vem aos seu encontro como mãe venerada, e como jovem esposa o abraça.
Ela o alimenta com o pão da vida e do entendimento e lhe dá de beber a água da salutar sabedoria. Nela ele se apóia e não cai;
confia nela e não será enganado. Ela o eleva entre seus companheiros
e faz com que ele tome a palavra no meio da assembléia. Ela o encherá do espírito de sabedoria e inteligência, e o cobrirá com o manto da glória.
Ele encontra a felicidade e uma coroa de alegria e ainda terá, como herança, um nome imortal.
Palavra do Senhor.
Ó Senhor, ensinai-me os vossos mandamentos!
Como um jovem poderá ter vida pura? / Observando, ó Senhor, vossa palavra.
R.
De todo o coração eu vos procuro, / não deixeis que eu abandone a vossa lei!
R.
Conservei no coração vossas palavras, / a fim de eu não peque contra vós.
R.
Ó Senhor, vós sois bendito para sempre; / os vossos mandamentos ensinai-me!
R.
Com meus lábios, ó Senhor, eu enumero / os decretos que ditou a vossa boca.
R.
Seguindo vossa lei me rejubilo / muito mais do que em todas as riquezas.
R.
Para que eles cheguem à unidade perfeita.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João 17, 20-26
Naquele tempo, Jesus levantou os olhos ao céu e disse: Pai Santo,
eu não te rogo somente por eles, mas também por aqueles que vão crer em mim pela sua palavra,
para que todos sejam um como tu, Pai, estás em mim e eu em ti, e para que eles estejam em nós, a fim de que o mundo creia que tu me enviaste.
Eu dei-lhes glória que tu me deste, para que eles sejam um, como nós somos um:
eu neles e tu em mim, para que assim eles cheguem à unidade perfeita e o mundo reconheça que tu me enviaste e os amaste, como me amaste a mim.
Pai, aqueles que me deste, quero que estejam comigo onde eu estiver, para que eles contemplem a minha glória, glória que tu me deste porque me amaste antes da fundação do universo.
Pai justo, o mundo não te conheceu, mas eu te conheci, e estes também conheceram que tu me enviaste.
Eu lhes fiz conhecer o teu nome, e o tornarei conhecido ainda mais, para que o amor com que me amaste esteja neles, e eu mesmo esteja neles'.
Palavra da Salvação.