Liturgia

6ª-FEIRA DA 24ª SEMANA - TEMPO COMUM

Tu que és um homem de Deus, procura a justiça.
Leitura da Primeira Carta de São Paulo a Timóteo 6, 2c-12
Caríssimo:
Ensina e recomenda estas coisas.
Quem ensina doutrinas estranhas e discorda das palavras salutares de Nosso Senhor Jesus Cristo e da doutrina conforme à piedade,
é um obcecado pelo orgulho, um ignorante que morbidamente se compraz em questões e discussões de palavras. Daí é que nascem invejas, contendas, insultos, suspeitas,
porfias de homens com mente corrompida e privados da verdade que fazem da piedade assunto de lucro.
Sem dúvida, grande fonte de lucro é a piedade, mas quando acompanhada do espírito de desprendimento.
Porque nada trouxemos ao mundo como tampouco nada poderemos levar.
Tendo alimento e vestuário, fiquemos satisfeitos.
Os que desejam enriquecer, caem em tentação e armadilhas, em muitos desejos loucos e perniciosos que afundam os homens na perdição e na ruína.
A raiz de todos os males é a cobiça do dinheiro. Por se terem deixado levar por ela, muitos se extraviaram da fé e se atormentam a sim mesmos com muitos sofrimentos.
Tu que és um homem de Deus, foge das coisas perversas, procura a justiça, a piedade, a fé, o amor, a firmeza, a mansidão.
Combate o bom combate da fé, conquista a vida eterna, para a qual foste chamado e pela qual fizeste tua nobre profissão de fé diante de muitas testemunhas.
Palavra do Senhor.
Felizes os humildes de espírito, porque deles é o Reino dos céus.
Por que temer os dias maus e infelizes, / quando a malícia dos perversos me circunda?Por que temer os que confiam nas riquezas / e se gloriam na abundância de seus bens?
R.
Ninguém se livra de sua morte por dinheiro / nem a Deus pode pagar o seu resgate. A isenção da própria morte não tem preço; / não há riqueza que a possa adquirir, nem dar ao homem uma vida sem limites / e garantir-lhe uma existência imortal.
R.
Não te inquietes, quando um homem fica rico / e aumenta a opulência de sua casa; pois ao morrer não levará nada consigo, / nem seu prestígio poderá acompanhá-lo.
R.
Felicitava-se a si mesmo enquanto vivo: / 'Todos te aplaudem, tudo bem, isto que é vida!'Mas vai-se ele para junto de seus pais, / que nunca mais e nunca mais verão a luz!
R.
Andavam com êle várias mulheres que ajudavam a Jesus
e aos discípulos com os bens que possuíam.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 8, 1-3
Naquele tempo:
Jesus andava por cidades e povoados, pregando e anunciando a Boa Nova do Reino de Deus. Os doze iam com ele;
e também algumas mulheres que haviam sido curadas de maus espíritos e doenças: Maria, chamada Madalena, da qual tinham saído sete demônios;
Joana, mulher de Cuza, alto funcionário de Herodes; Susana, e várias outras mulheres que ajudavam a Jesus e aos discípulos com os bens que possuíam.
Palavra da Salvação.

SÃO ROBERTO BELARMINO, BISPO E DOUTOR DA IGREJA - SANTORAL

Amei a sabedoria mais que a saúde e a beleza.
Leitura do Livro da Sabedoria 7, 7-10. 15-16
Orei, e foi-me dada a prudência; supliquei, e veio a mim o espírito da sabedoria.
Preferi a Sabedoria aos cetros e tronos e em comparação com ela, julguei sem valor a riqueza;
a ela não igualei nenhuma pedra preciosa, pois, a seu lado, todo o ouro do mundo é um punhado de areia e diante dela, a prata, será como a lama.
Amei-a mais que a saúde e a beleza, e quis possuí-la mais que a luz, pois o esplendor que dela irradia não se apaga.
Deus me conceda falar com inteligência e ter pensamentos dignos dos dons que recebi, pois ele não só mostra o caminho da Sabedoria, como também corrige os sábios;
em suas mãos estamos nós e as nossas palavras, assim como toda a inteligência e habilidade.
Palavra do Senhor.
Os julgamentos do Senhor são corretos e justos igualmente.
Ou: Senhor, tuas palavras são espírito, são vida!
A lei do Senhor Deus é perfeita, / conforto para a alma! / O testemunho do Senhor é fiel, / sabedoria dos humildes.
R.
Os preceitos do Senhor são precisos, / alegria ao coração. / O mandamento do Senhor é brilhante, / para os olhos é uma luz.
R.
É puro o temor do Senhor, / imutável para sempre. / Os julgamentos do Senhor são corretos / e justos igualmente.
R.
Mais desejáveis do que o ouro são eles, / do que o ouro refinado. / Suas palavras são mais doces que o mel, / que o mel que sai dos favos.
R.
A casa construída sobre a rocha e
a casa construída sobre a areia.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 7, 21-29
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
Nem todo aquele que me diz: 'Senhor, Senhor', entrará no Reino dos Céus, mas o que põe em prática a vontade de meu Pai que está nos céus.
Naquele dia, muitos vão me dizer: 'Senhor, Senhor, não foi em teu nome que profetizamos? Não foi em teu nome que expulsamos demônios? E não foi em teu nome que fizemos muitos milagres?'
Então eu lhes direi publicamente: 'Jamais vos conheci. Afastai-vos de mim, vós que praticais o mal.
Portanto, quem ouve estas minhas palavras e as põe em prática, é como um homem prudente, que construiu sua casa sobre a rocha.
Caiu a chuva, vieram as enchentes, os ventos deram contra a casa, mas a casa não caiu, porque estava construída sobre a rocha.
Por outro lado, quem ouve estas minhas palavras e não as põe em prática, é como um homem sem juízo, que construiu sua casa sobre a areia.
Caiu a chuva, vieram as enchentes, os ventos sopraram e deram contra a casa, e a casa caiu, e sua ruína foi completa!'
Quando Jesus acabou de dizer estas palavras, as multidões ficaram admiradas com seu ensinamento.
De fato, ele as ensinava como quem tem autoridade e não como os mestres da lei.
Palavra da Salvação.