Liturgia

2ª-FEIRA DA 5ª SEMANA - TEMPO COMUM

Deus disse e assim se fez.
Leitura do Livro do Gênesis 1, 1-19
No princípio Deus criou o céu e a terra.
A terra estava deserta e vazia, as trevas cobriam a face do abismo e o Espírito de Deus pairava sobre as águas.
Deus disse: 'Faça-se a luz!' E a luz se fez.
Deus viu que a luz era boa e separou a luz das trevas.
E à luz Deus chamou'dia' e às trevas, 'noite'. Houve uma tarde e uma manhã: primeiro dia.
Deus disse: 'Faça-se um firmamento entre as águas, separando umas das outras'.
E Deus fez o firmamento, e separou as águas que estavam embaixo, das que estavam em cima do firmamento. E assim se fez.
Ao firmamento Deus chamou'céu'. Houve uma tarde e uma manhã: segundo dia.
Deus Disse: 'Juntem-se as águas que estão debaixo do céu num só lugar e apareça o solo enxuto!' E assim se fez.
Ao solo enxuto Deus chamou'terra' e ao ajuntamento das águas, 'mar'. E Deus viu que era bom.
Deus disse: 'A terra faça brotar vegetação e plantas que dêem semente, e árvores frutíferas que dêem fruto segundo a sua espécie, que tenham nele sua semente sobre a terra'. E assim se fez.
E a terra produziu vegetação e plantas que trazem semente segundo a sua espécie, e árvores que dão fruto tendo nele a semente da sua espécie. E Deus viu que era bom.
Houve uma tarde e uma manhã: terceiro dia.
Deus disse: 'Façam-se luzeiros no firmamento do céu, para separar o dia da noite. Que sirvam de sinais para marcar as épocas os dias e os anos,
e que resplandeçam no firmamento do céu e iluminem a terra'. E assim se fez.
Deus fez os dois grandes luzeiros: o luzeiro maior para presidir ao dia, e o luzeiro menor para presidir à noite, e as estrelas.
Deus colocou-os no firmamento do céu para alumiar a terra,
para presidir ao dia e à noite e separar a luz das trevas. E Deus viu que era bom.
E houve uma tarde e uma manhã: quarto dia.
Palavra do Senhor.
Alegre-se o Senhor em suas obras!
Bendize, ó minha alma, ao Senhor! / Ó meu Deus e meu Senhor, como sois grande!De majestade e esplendor vos revestis / e de luz vos envolveis como num manto.
R.
A terra vós firmastes em suas bases, / ficará firme pelos séculos sem fim; os mares a cobriam como um manto, / e as águas envolviam as montanhas.
R.
Fazeis brotar em meio aos vales as nascentes / que passam serpeando entre as montanhas; às suas margens vêm morar os passarinhos, / entre os ramos eles erguem o seu canto.
R.
Quão numerosas, ó Senhor, são vossas obras, / e que sabedoria em todas elas! / Encheu-se a terra com as vossas criaturas! Bendize, ó minha alma, ao Senhor!
R.
E todos quantos o tocavam ficavam curados.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Marcos 6, 53-56
Naquele tempo:
Tendo Jesus e seus discípulos acabado de atravessar o mar da Galiléia, chegaram a Genesaré e amarraram a barca.
Logo que desceram da barca, as pessoas imediatamente reconheceram Jesus.
Percorrendo toda aquela região, levavam os doentes deitados em suas camas para o lugar onde ouviam falar que Jesus estava.
E, nos povoados, cidades e campos onde chegavam, colocavam os doentes nas praças e pediam-lhe para tocar, ao menos, a barra de sua veste. E todos quantos o tocavam ficavam curados.
Palavra da Salvação.

NOSSA SENHORA DE LOURDES - SANTORAL

Eis que farei correr para ela a paz como um rio.
Leitura do Livro do Profeta Isaías 66, 10-14c
Alegrai-vos com Jerusalém e exultai com ela todos vós que a amais; tomai parte em seu júbilo, todos vós que choráveis por ela,
para poderdes sugar e saciar-vos ao seio de sua consolação, e aleitar-vos e deliciar-vos aos úberes de sua glória.
Isto diz o Senhor: 'Eis que farei correr para ela a paz como um rio e a glória das nações como torrente transbordante. Sereis amamentados, carregados ao colo e acariciados sobre os joelhos.
Como uma mãe que acaricia o filho, assim eu vos consolarei; e sereis consolados em Jerusalém.
Tudo isso haveis de ver e o vosso coração exultará, e o vosso vigor se renovará como a relva do campo. A mão do Senhor se manifestará em favor de seus servos.
Palavra do Senhor.
Tu és a grande honra de todo o nosso povo!
Bendito é o Senhor, nosso Deus, que criou toda a terra e os céus, e te levou a decepar a cabeça do chefe de nossos inimigos!
R.
A esperança de que deste prova, / jamais deixará o coração / de todos que hão de lembrar-se, / do poder do Senhor para sempre.
R.
Jesus realizou este início dos
sinais em Caná da Galiléia.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João 2, 1-11
Naquele tempo:
Houve um casamento em Caná da Galiléia. A móe de Jesus estava presente.
Também Jesus e seus discípulos tinham sido convidados para o casamento.
Como o vinho veio a faltar, a mãe de Jesus lhe disse: 'Eles não têm mais vinho'.
Jesus respondeu-lhe: 'Mulher, por que dizes isto a mim? Minha hora ainda não chegou. '
Sua mãe disse aos que estavam servindo: 'Fazei o que ele vos disser'.
Estavam seis talhas de pedra colocadas aí para a purificação que os judeus costumam fazer. Em cada uma delas cabiam mais ou menos cem litros.
Jesus disse aos que estavam servindo: 'Enchei as talhas de água'. Encheram-nas até a boca.
Jesus disse: 'Agora tirai e levai ao mestre-sala'. E eles levaram.
O mestre-sala experimentou a água, que se tinha transformado em vinho. Ele não sabia de onde vinha, mas os que estavam servindo sabiam, pois eram eles que tinham tirado a água.
O mestre-sala chamou então o noivo e lhe disse: 'Todo mundo serve primeiro o vinho melhor e, quando os convidados já estão embriagados, serve o vinho menos bom. Mas tu guardaste o vinho melhor até agora!'
Este foi o início dos sinais de Jesus. Ele o realizou em Caná da Galiléia e manifestou a sua glória, e seus discípulos creram nele.
Palavra da Salvação.