Liturgia

7º DIA NA OITAVA - NATAL

Vós já recebestes a unção do Santo,
e todos tendes conhecimento.
Leitura da Primeira Carta de São João 2, 18-21
Filhinhos, esta é a última hora. Ouvistes dizer que o Anticristo virá. Com efeito, muitos anticristos já apareceram. Por isso, sabemos que chegou a última hora.
Eles saíram do nosso meio, mas não eram dos nossos, pois se fossem realmente dos nossos, teriam permanecido conosco. Mas era necessário ficar claro que nem todos são dos nossos.
Vós já recebestes a unção do Santo, e todos tendes conhecimento.
Se eu vos escrevi, não é porque ignorais a verdade, mas porque a conheceis, e porque nenhuma mentira provém da verdade.
Palavra do Senhor.
O céu se rejubile e exulte a terra!
Cantai ao Senhor Deus um canto novo, / cantai ao Senhor Deus, ó terra inteira!Cantai e bendizei seu santo nome! / Dia após dia anunciai sua salvação.
R.
O céu se rejubile e exulte a terra, / aplauda o mar com o que vive em suas águas; os campos com seus frutos rejubilem / e exultem as florestas e as matas
R.
na presença do Senhor, pois ele vem, / porque vem para julgar a terra inteira. / Governará o mundo todo com justiça, / e os povos julgará com lealdade.
R.
A Palavra se fez carne e habitou entre nós.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João 1, 1-18
No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus; e a Palavra era Deus.
No princípio estava ela com Deus.
Tudo foi feito por ela e sem ela nada se fez de tudo que foi feito.
Nela estava a vida, e a vida era a luz dos homens.
E a luz brilha nas trevas, e as trevas não conseguiram dominá-la.
Surgiu um homem enviado por Deus; Seu nome era João.
Ele veio como testemunha, para dar testemunho da luz, para que todos chegassem à fé por meio dele.
Ele não era a luz, mas veio para dar testemunho da luz:
daquele que era a luz de verdade, que, vindo ao mundo, ilumina todo ser humano.
A Palavra estava no mundo - e o mundo foi feito por meio dela - mas o mundo não quis conhecê-la.
Veio para o que era seu, e os seus não a acolheram.
Mas, a todos que a receberam, deu-lhes capacidade de se tornarem filhos de Deus isto é, aos que acreditam em seu nome,
pois estes não nasceram do sangue nem da vontade da carne nem da vontade do varão, mas de Deus mesmo.
E a Palavra se fez carne e habitou entre nós. E nós contemplamos a sua glória, glória que recebe do Pai como filho unigênito, cheio de graça e de verdade.
Dele, João dá testemunho, clamando: 'Este é aquele de quem eu disse: O que vem depois de mim passou à minha frente, porque ele existia antes de mim'.
De sua plenitude todos nós recebemos graça por graça.
Pois por meio de Moisés foi dada a Lei, mas a graça e a verdade nos chegaram através de Jesus Cristo.
A Deus, ninguém jamais viu. Mas o Unigênito de Deus, que está na intimidade do Pai, ele no-lo deu a conhecer.
Palavra da Salvação.

SÃO SILVESTRE I, PAPA - SANTORAL

Eu mesmo vou apascentar as minhas
ovelhas e fazê-las repousar.
Leitura da Profecia de Ezequiel 34, 11-16
Assim diz o Senhor Deus: Vede! Eu mesmo vou procurar minhas ovelhas e tomar conta delas.
Como o pastor toma conta do rebanho, de dia, quando se encontra no meio das ovelhas dispersas, assim vou cuidar de minhas ovelhas e vou resgatá-las de todos os lugares em que forem dispersadas num dia de nuvens e escuridão.
Vou retirar minhas ovelhas do meio dos povos e recolhê-las do meio dos países para conduzi-las à sua terra. Vou apascentar as ovelhas sobre os montes de Israel, nos vales dos riachos e em todas as regiões habitáveis do país.
Vou apascentá-las em boas pastagens e nos altos montes de Israel estará o seu abrigo. Ali repousarão em prados verdejantes e pastarão em férteis pastagens sobre os montes de Israel.
Eu mesmo vou apascentar as minhas ovelhas e fazê-las repousar - oráculo do Senhor Deus - .
Vou procurar a ovelha perdida, reconduzir a extraviada, enfaixar a da perna quebrada, fortalecer a doente, e vigiar a ovelha gorda e forte. Vou apascentá-las conforme o direito.
Palavra do Senhor.
O Senhor é o pastor que me conduz, não me falta coisa alguma.
Ou: Aleluia, Aleluia, Aleluia.
O Senhor é o pastor que me conduz; / não me falta coisa alguma. Pelos prados e campinas verdejantes / ele me leva a descansar. / Para as águas repousantes me encaminha, e restaura as minhas forças. / Ele me guia no caminho mais seguro, / pela honra do seu nome.
R.
Mesmo que eu passe pelo vale tenebroso, / nenhum mal eu temerei. / Estais comigo com bastão e com cajado, / eles me dão a segurança!
R.
Preparais à minha frente uma mesa, / bem à vista do inimigo; / com óleo vós ungis minha cabeça, / e o meu cálice transborda.
R.
Felicidade e todo bem hão de seguir-me, / por toda a minha vida; / e, na casa do Senhor, habitarei / pelos tempos infinitos.
R.
Tu és Pedro e eu te darei as
chaves do Reino dos Céus.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 16, 13-19
Naquele tempo:
Jesus foi à região de Cesaréia de Filipe e ali perguntou aos seus discípulos: 'Quem dizem os homens ser o Filho do Homem?'
Eles responderam: 'Alguns dizem que é João Batista; outros que é Elias; Outros ainda, que é Jeremias ou algum dos profetas'.
Então Jesus lhes perguntou: 'E vós, quem dizeis que eu sou?'
Simão Pedro respondeu: 'Tu és o Messias, o Filho do Deus vivo'.
Respondendo, Jesus lhe disse: 'Feliz es tu, Simão, filho de Jonas, porque não foi um ser humano que te revelou isso, mas o meu Pai que está no céu.
Por isso eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra construirei a minha Igreja, e o poder do inferno nunca poderá vencê-la.
Eu te darei as chaves do Reino dos Céus: tudo o que tu ligares na terra será ligado nos céus; tudo o que tu desligares na terra será desligado nos céus'.
Palavra da Salvação.