Início » Liturgia

Liturgia


16º DOMINGO - TEMPO COMUM

Meu Senhor, não prossigas viagem,
sem parar junto a mim, teu servo.
Leitura do Livro do Gênesis 18, 1-10a
Naqueles dias:
O Senhor apareceu a Abraão junto ao carvalho de Mambré, quando ele estava sentado à entrada da sua tenda, no maior calor do dia.
Levantando os olhos, Abraão viu três homens de pé, perto dele. Assim que os viu, correu ao seu encontro e prostrou-se por terra.
E disse: 'Meu Senhor, se ganhei tua amizade, peço-te que não prossigas viagem, sem parar junto a mim, teu servo.
Mandarei trazer um pouco de água para vos lavar os pés, e descansareis debaixo da árvore.
Farei servir um pouco de pão para refazerdes vossas forças, antes de continuar a viagem. Pois foi para isso mesmo que vos aproximastes do vosso servo'. Eles responderam: 'Faze como disseste'.
Abraão entrou logo na tenda, onde estava Sara e lhe disse: 'Toma depressa três medidas da mais fina farinha, amassa alguns pães e assa-os'.
Depois, Abraão correu até o rebanho, pegou um bezerro dos mais tenros e melhores, e deu-o a um criado, para que o preparasse sem demora.
A seguir, foi buscar coalhada, leite e o bezerro assado, e pôs tudo diante deles. Abraão, porém, permaneceu de pé, junto deles, debaixo da árvore, enquanto comiam.
E eles lhe perguntaram: 'Onde está Sara, tua mulher?' -'Está na tenda', respondeu ele.
E um deles disse: 'Voltarei, sem falta, no ano que vem, por este tempo, e Sara, tua mulher, já terá um filho'.
Palavra do Senhor.
Senhor, quem morará em vossa casa?
É aquele que caminha sem pecado / e pratica a justiça fielmente; que pensa a verdade no seu íntimo e não solta em calúnias sua língua.
R.
Que em nada prejudica o seu irmão, nem cobre de insultos seu vizinho; que não dá valor algum ao homem ímpio, mas honra os que respeitam o Senhor.
R.
não empresta o seu dinheiro com usura, / nem se deixa subornar contra o inocente. / Jamais vacilará quem vive assim!
R.
O mistério escondido por séculos e gerações,
mas agora revelado aos seus santos.
Leitura da Carta de São Paulo aos Colossenses 1, 24-28
Irmãos:
Alegro-me de tudo o que já sofri por vós e procuro completar na minha própria carne o que falta das tribulações de Cristo, em solidariedade com o seu corpo, isto é, a Igreja.
A ela eu sirvo, exercendo o cargo que Deus me confiou de vos transmitir a palavra de Deus em sua plenitude:
o mistério escondido por séculos e gerações, mas agora revelado aos seus santos.
A estes Deus quis manifestar como é rico e glorioso entre as nações este mistério: a presença de Cristo em vós, a esperança da glória.
Nós o anunciamos, admoestando a todos e ensinando a todos, com toda sabedoria, para a todos tornar perfeitos em sua união com Cristo.
Palavra do Senhor.
Marta recebeu-o em sua casa.
Maria escolheu a melhor parte.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas 10, 38-42.
Naquele tempo:
Jesus entrou num povoado, e certa mulher, de nome Marta, recebeu-o em sua casa.
Sua irmã, chamada Maria, sentou-se aos pés do Senhor, e escutava a sua palavra.
Marta, porém, estava ocupada com muitos afazeres. Ela aproximou-se e disse: 'Senhor, não te importas que minha irmó me deixe sozinha, com todo o serviço? Manda que ela me venha ajudar!'
O Senhor, porém, lhe respondeu: 'Marta, Marta! Tu te preocupas e andas agitada por muitas coisas.
Porém, uma só coisa é necessária. Maria escolheu a melhor parte e esta não lhe será tirada. '
Palavra da Salvação.

BV. INÁCIO DE AZEVEDO, PRESB., E SEUS COMPANHEIROS, MÁRTIRES - SANTORAL

Mas acaso gloria-se o machado,
em detrimento do lenhador que com ele corta?
Leitura do Livro do Profeta Isaías 10, 5-7. 13-16
Assim fala o Senhor:
Ai de Assur, vara de minha cólera, bastão em minhas mãos, instrumento de minha indignação!
Eu o envio contra uma nação ímpia e ordeno-lhe, contra um povo que me excita à ira, que o submeta à pilhagem e ao saque, que o calque aos pés como lama nas ruas.
Mas ele assim não pensava, seu propósito não era esse; pelo contrário, sua intenção era esmagar e exterminar não poucas nações.
Pois diz o rei da Assíria: 'Realizei isso pela força da minha mão e com minha sagacidade, pois tenho experiência; aboli as fronteiras dos povos, saqueei seus tesouros, e derrubei de golpe os ocupantes de altos postos;
minha mão empalmou como um ninho a riqueza dos povos; e como se apanha uma ninhada de ovos, assim ajuntei eu os povos da terra, e não houve quem batesse asa ou abrisse o bico e desse um pio'.
Mas acaso gloria-se o machado, em detrimento do lenhador que com ele corta? Ou se exalta a serra contra o serrador que a maneja? Como se a vara movesse quem a levanta e um bastão erguesse aquele que não é madeira.
Por isso, enviará o Dominador, Senhor dos exércitos, contra aqueles fortes guerreiros o raquitismo; e abalará sua glória com convulsões que queimam como fogo.
Palavra do Senhor.
O Senhor não rejeita o seu povo.
Eis que oprimem, Senhor, vosso povo / e humilham a vossa herança; estrangeiro e viúva trucidam, / e assassinam o pobre e o órfão!
R.
Eles dizem: 'O Senhor não nos vê / e o Deus de Jacó não percebe!'Entendei, ó estultos do povo; / insensatos, quando é que vereis?
R.
O que fez o ouvido, não ouve? / Quem os olhos formou, não verá?Quem educa as nações, não castiga? / Quem os homens ensina, não sabe?
R.
O Senhor não rejeita o seu povo / e não pode esquecer sua herança: voltarão a juízo as sentenças; / quem é reto andará na justiça.
R.
Escondeste estas coisas aos sábios e entendidos
e as revelaste aos pequeninos.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 11, 25-27
Naquele tempo, Jesus pôs-se a dizer: 'Eu te louvo, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque escondeste estas coisas aos sábios e entendidos e as revelaste aos pequeninos.
Sim, Pai, porque assim foi do teu agrado.
Tudo me foi entregue por meu Pai, e ninguém conhece o Filho, senão o Pai, e ninguém conhece o Pai, senão o Filho e aquele a quem o Filho o quiser revelar'.
Palavra da Salvação.