Início » Liturgia

Liturgia


4ª-FEIRA DA 3ª SEMANA - ADVENTO

Céus, deixai cair orvalho das alturas.
Leitura do Livro do Profeta Isaías 45, 6b-8. 18. 21b-25
Eu sou o Senhor, não há outro,
eu formei a luz e criei as trevas, crio o bem-estar e as condições de mal-estar: sou o Senhor que faço todas estas coisas.
Céus, deixai cair orvalho das alturas, e que as nuvens façam chover justiça; abra-se a terra e germine a salvação; brote igualmente a justiça: eu, o Senhor, a criei. '
Isto diz o Senhor que criou os céus, o próprio Deus que fez a terra, a conformou e consolidou; não a criou para ficar vazia, formou-a para ser habitada: 'Sou eu o Senhor, e não há outro.
Quem vos fez ouvir os fatos passados e soube predizê-los desde então? Acaso não sou eu o Senhor? E não há deus além de mim. Não há um Deus justo, e que salve, a não ser eu.
Povos de todos os confins da terra, voltai-vos para mim e sereis salvos, eu sou Deus e não há outro.
Juro por mim mesmo: de minha boca sai o que é justo, a palavra que não volta atrás; todo joelho há de dobrar-se para mim, por mim há de jurar toda língua,
dizendo: Somente no Senhor residem justiça e força'. Comparecerão perante ele, envergonhados, todos os que lhe resistem;
no Senhor será justificada e glorificada toda a descendência de Israel.
Palavra do Senhor.
Que os céus lá do alto derramem o orvalho, que chova das nuvens o Justo esperado!
Quero ouvir o que o Senhor irá falar: / é a paz que ele vai anunciar; a paz para o seu povo e seus amigos, / para os que voltam ao Senhor seu coração. Está perto a salvação dos que o temem, / e a glória habitará em nossa terra.
R.
A verdade e o amor se encontrarão, / a justiça e a paz se abraçarão; da terra brotará a fidelidade, / e a justiça olhará dos altos céus.
R.
O Senhor nos dará tudo o que é bom, / e a nossa terra nos dará suas colheitas; a justiça andará na sua frente / e a salvação há de seguir os passos seus.
R.
Ide contar a João o que vistes e ouvistes.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 7, 19-23
Naquele tempo: João convocou dois de seus discípulos,
e mandou-os perguntar ao Senhor: 'És tu aquele que há de vir, ou devemos esperar outro?'
Eles foram ter com Jesus, e disseram: 'João Batista nos mandou a ti para perguntar: `És tu aquele que há de vir, ou devemos esperar outro?''
Nessa mesma hora, Jesus curou de doenças, enfermidades e espíritos malignos a muitas pessoas, e fez muitos cegos recuperarem a vista.
Então, Jesus lhes respondeu: 'Ide contar a João o que vistes e ouvistes: os cegos recuperam a vista, os paralíticos andam, os leprosos são purificados, os surdos ouvem, os mortos ressuscitam, e a Boa Nova é anunciada aos pobres.
E feliz é aquele que não se escandaliza por causa de mim!'
Palavra da Salvação.

SÃO JOÃO DA CRUZ, PRESB. E DOUTOR DA IGREJA - SANTORAL

Falamos, sim, da misteriosa sabedoria de Deus.
Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios 2, 1-10a
Irmãos, quando fui à vossa cidade anunciar-vos o mistério de Deus, não recorri a uma linguagem elevada ou ao prestígio da sabedoria humana.
Pois, entre vós, não julguei saber coisa alguma, a não ser Jesus Cristo, e este, crucificado.
Aliás, eu estive junto de vós, com fraqueza e receio, e muito tremor.
Também a minha palavra e a minha pregação não tinham nada dos discursos persuasivos da sabedoria, mas eram uma demonstração do poder do Espírito,
para que a vossa fé se baseasse no poder de Deus e não na sabedoria dos homens.
Entre os perfeitos nós falamos de sabedoria, não da sabedoria deste mundo, nem da sabedoria dos poderosos deste mundo, que, afinal, estão votados à destruição.
Falamos, sim, da misteriosa sabedoria de Deus, sabedoria escondida, que, desde a eternidade, Deus destinou para nossa glória.
Nenhum dos poderosos deste mundo conheceu essa sabedoria. Pois, se a tivessem conhecido, não teriam crucificado o Senhor da glória.
Mas, como está escrito, 'o que Deus preparou para os que o amam é algo que os olhos jamais viram, nem os ouvidos ouviram, nem coração algum jamais pressentiu'.
A nós Deus revelou esse mistério através do Espírito.
Palavra do Senhor.
O justo tem nos lábios o que é sábio.
Confia no Senhor e faze o bem, / e sobre a terra habitarás em segurança. Coloca no Senhor tua alegria, / e ele dará o que pedir teu coração.
R.
Deixa aos cuidados do Senhor o teu destino; / confia nele, e com certeza ele agirá. Fará brilhar tua inocência como a luz, / e o teu direito, como o sol do meio-dia.
R.
O justo tem nos lábios o que é sábio, / sua língua tem palavras de justiça; traz a Aliança do seu Deus no coração, / e seus passos não vacilam no caminho.
R.
Qualquer um de vós, se não renunciar a tudo
o que tem, não pode ser meu discípulo!
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas 14, 25-33
Naquele tempo:
Grandes multidões acompanhavam Jesus. Voltando-se, ele lhes disse:
'Se alguém vem a mim, mas não se desapega de seu pai e sua mãe, sua mulher e seus filhos, seus irmãos e suas irmãs e até da sua própria vida, não pode ser meu discípulo.
Quem não carrega sua cruz e não caminha atrás de mim, não pode ser meu discípulo.
Com efeito: qual de vós, querendo construir uma torre, não se senta primeiro e calcula os gastos, para ver se tem o suficiente para terminar? Caso contrário,
ele vai lançar o alicerce e não será capaz de acabar. E todos os que virem isso começarão a caçoar, dizendo:
'Este homem começou a construir e não foi capaz de acabar!'
Ou ainda: Qual o rei que ao sair para guerrear com outro, não se senta primeiro e examina bem se com dez mil homens poderá enfrentar o outro que marcha contra ele com vinte mil?
Se ele vê que não pode, enquanto o outro rei ainda está longe, envia mensageiros para negociar as condições de paz.
Do mesmo modo, portanto, qualquer um de vós, se não renunciar a tudo o que tem, não pode ser meu discípulo!'
Palavra da Salvação.