Início » Liturgia

Liturgia


SÁBADO DA 24ª SEMANA - TEMPO COMUM

Semeia-se em corrupção e ressuscita-se em incorrupção.
Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios 15, 35-37. 42-49
Irmãos:
Alguém perguntará? Como ressuscitam os mortos?
Insensato! O que semeias, não nasce sem antes morrer.
E, quando semeias, não semeias o corpo da planta, que há de nascer, mas o simples grão, como o de trigo, ou de alguma outra planta.
Pois assim será também a ressurreição dos mortos. Semeia-se em corrupção e ressuscita-se em incorrupção.
Semeia-se em ignomínia, e ressuscita-se em glória. Semeia-se em fraqueza, e ressuscita-se em vigor.
Semeia-se um corpo animal, e ressuscita-se um corpo espiritual. Se há um corpo animal, há também um espiritual.
Por isso está escrito: o primeiro homem, Adão, 'foi um ser vivo'. O segundo Adão é um espírito vivificante.
Veio primeiro não o homem espiritual, mas o homem natural; depois é que veio o homem espiritual.
O primeiro homem, tirado da terra, é terrestre; o segundo homem vem do céu.
Como foi o homem terrestre, assim também são as pessoas terrestres; e como é o homem celeste, assim também vão ser as pessoas celestes.
E como já refletimos a imagem do homem terrestre, assim também refletiremos a imagem do homem celeste.
Palavra do Senhor.
Na presença do Senhor, andarei na luz da vida.
Meus inimigos haverão de recuar / em qualquer dia em que eu vos invocar; / tenho certeza: o Senhor está comigo!
R.
Confio em Deus e louvarei sua promessa; é no Senhor que eu confio e nada temo: / que poderia contra mim um ser mortal?
R.
Devo cumprir, ó Deus, os votos que vos fiz, / e vos oferto um sacrifício de louvor, porque da morte arrancastes minha vida / e não deixastes os meus pés escorregarem, / para que eu ande na presença do senhor, / na presença do Senhor na luz da vida.
R.
E o que caiu em terra boa são aqueles que,
conservam a Palavra, e dão fruto na perseverança.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 8, 4-15
Naquele tempo:
Reuniu-se uma grande multidão, e de todas as cidades iam ter com Jesus. Então ele contou esta parábola:
'O semeador saiu para semear a sua semente. Enquanto semeava, uma parte caiu à beira do caminho; foi pisada e os pássaros do céu a comeram.
Outra parte caiu sobre pedras; brotou e secou, porque não havia umidade.
Outra parte caiu no meio de espinhos; os espinhos cresceram juntos, e a sufocaram.
Outra parte caiu em terra boa; brotou e deu fruto, cem por um. ' Dizendo isso, Jesus exclamou: 'Quem tem ouvidos para ouvir, ouça. '
Os discípulos lhe perguntaram o significado dessa parábola.
Jesus respondeu: 'A vós foi dado conhecer os mistérios do Reino de Deus. Mas aos outros, só por meio de parábolas, para que olhando não vejam, e ouvindo não compreendam.
A parábola quer dizer o seguinte: A semente é a Palavra de Deus.
Os que estão à beira do caminho são aqueles que ouviram, mas, depois, vem o diabo e tira a Palavra do coração deles, para que não acreditem e não se salvem.
Os que estão sobre a pedra são aqueles que, ouvindo, acolhem a Palavra com alegria. Mas eles não têm raiz: por um momento acreditam; mas na hora da tentação voltam atrás.
Aquilo que caiu entre os espinhos são os que ouvem, mas, com o passar do tempo, são sufocados pelas preocupações, pela riqueza e pelos prazeres da vida, e não chegam a amadurecer.
E o que caiu em terra boa são aqueles que, ouvindo com um coração bom e generoso, conservam a Palavra, e dão fruto na perseverança.
Palavra da Salvação.

SÃO ROBERTO BELARMINO, BISPO E DOUTOR DA IGREJA - SANTORAL

Amei a sabedoria mais que a saúde e a beleza.
Leitura do Livro da Sabedoria 7, 7-10. 15-16
Orei, e foi-me dada a prudência; supliquei, e veio a mim o espírito da sabedoria.
Preferi a Sabedoria aos cetros e tronos e em comparação com ela, julguei sem valor a riqueza;
a ela não igualei nenhuma pedra preciosa, pois, a seu lado, todo o ouro do mundo é um punhado de areia e diante dela, a prata, será como a lama.
Amei-a mais que a saúde e a beleza, e quis possuí-la mais que a luz, pois o esplendor que dela irradia não se apaga.
Deus me conceda falar com inteligência e ter pensamentos dignos dos dons que recebi, pois ele não só mostra o caminho da Sabedoria, como também corrige os sábios;
em suas mãos estamos nós e as nossas palavras, assim como toda a inteligência e habilidade.
Palavra do Senhor.
Os julgamentos do Senhor são corretos e justos igualmente.
Ou: Senhor, tuas palavras são espírito, são vida!
A lei do Senhor Deus é perfeita, / conforto para a alma! / O testemunho do Senhor é fiel, / sabedoria dos humildes.
R.
Os preceitos do Senhor são precisos, / alegria ao coração. / O mandamento do Senhor é brilhante, / para os olhos é uma luz.
R.
É puro o temor do Senhor, / imutável para sempre. / Os julgamentos do Senhor são corretos / e justos igualmente.
R.
Mais desejáveis do que o ouro são eles, / do que o ouro refinado. / Suas palavras são mais doces que o mel, / que o mel que sai dos favos.
R.
A casa construída sobre a rocha e
a casa construída sobre a areia.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 7, 21-29
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
Nem todo aquele que me diz: 'Senhor, Senhor', entrará no Reino dos Céus, mas o que põe em prática a vontade de meu Pai que está nos céus.
Naquele dia, muitos vão me dizer: 'Senhor, Senhor, não foi em teu nome que profetizamos? Não foi em teu nome que expulsamos demônios? E não foi em teu nome que fizemos muitos milagres?'
Então eu lhes direi publicamente: 'Jamais vos conheci. Afastai-vos de mim, vós que praticais o mal.
Portanto, quem ouve estas minhas palavras e as põe em prática, é como um homem prudente, que construiu sua casa sobre a rocha.
Caiu a chuva, vieram as enchentes, os ventos deram contra a casa, mas a casa não caiu, porque estava construída sobre a rocha.
Por outro lado, quem ouve estas minhas palavras e não as põe em prática, é como um homem sem juízo, que construiu sua casa sobre a areia.
Caiu a chuva, vieram as enchentes, os ventos sopraram e deram contra a casa, e a casa caiu, e sua ruína foi completa!'
Quando Jesus acabou de dizer estas palavras, as multidões ficaram admiradas com seu ensinamento.
De fato, ele as ensinava como quem tem autoridade e não como os mestres da lei.
Palavra da Salvação.