Liturgia

2ª-FEIRA DA 13ª SEMANA - TEMPO COMUM

Pisam, na poeira do chão, a cabeça dos pobres.
Leitura da Profecia de Amós 2, 6-10. 13-16
Isto diz o Senhor: 'Pelos três crimes de Israel, pelos seus quatro crimes, não retirarei a palavra: porque eles vendem o justo por dinheiro e o indigente, pelo preço de um par de chinelos;
pisam, na poeira do chão, a cabeça dos pobres, e impedem o progresso dos humildes; filho e pai vão à mesma mulher, profanando meu santo nome;
deitando-se junto a qualquer altar, usando roupas que foram entregues em penhor, bebem vinho à custa de pessoas multadas, na casa de Deus.
Entretanto, eu tinha aniquilado, diante deles, os amorreus, homens espadaúdos como cedros e robustos como carvalhos, destruindo-lhes os frutos na ramada e arrancando-lhes as raízes.
Fui eu que vos fiz sair da terra do Egito e vos guiei pelo deserto, durante quarenta anos, para ocupardes a terra dos amorreus.
Pois bem, eu vos calcarei aos pés, como calca o chão a carroça carregada de feixes;
o mais ágil não conseguirá fugir, o mais forte não achará força, o valente não salvará a vida;
o arqueiro não resistirá de pé, o corredor veloz não terá pernas para escapar, nem se salvará o cavaleiro;
o mais corajoso dentre os corajosos fugirá nu, naquele dia', diz o Senhor.
Palavra do Senhor.
Entendei isto, todos vós que esqueceis o Senhor Deus!
'Como ousas repetir os meus preceitos e trazer minha Aliança em tua boca?Tu que odiaste minhas leis e meus conselhos / e deste as costas às palavras dos meus lábios!
R.
Quando vias um ladrão, tu o seguias / e te juntavas ao convívio dos adúlteros. Tua boca se abriu para a maldade / e tua língua maquinava a falsidade.
R.
Assentado, difamavas teu irmão, / e ao filho de tua mãe injuriavas. Diante disso que fizeste, eu calarei? / Acaso pensas que eu sou igual a ti? / É disso que te acuso e repreendo / e manifesto essas coisas aos teus olhos.
R.
Entendei isto, todos vós que esqueceis Deus, / para que eu não arrebate a vossa vida, / sem que haja mais ninguém para salvar-vos!Quem me oferece um sacrifício de louvor, / este sim é que me honra de verdade. / A todo homem que procede retamente, / eu mostrarei a salvação que vem de Deus'.
R.
Segue-me!
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 8, 18-22
Naquele tempo;
Vendo uma multidão ao seu redor, Jesus mandou passar para a outra margem do lago.
Então um mestre da Lei aproximou-se e disse: 'Mestre, eu te seguirei aonde quer que tu vás. '
Jesus lhe respondeu: 'As raposas têm suas tocas e as aves dos céus têm seus ninhos; mas o Filho do Homem não tem onde reclinar a cabeça. '
Um outro dos discípulos disse a Jesus: 'Senhor, permite-me que primeiro eu vá sepultar meu pai. '
Mas Jesus lhe respondeu: 'Segue-me, e deixa que os mortos sepultem os seus mortos. '
Palavra da Salvação.

SÃO PEDRO E SÃO PAULO, APÓSTOLOS - SANTORAL

O que tenho eu te dou:
em nome de Jesus levanta-te e anda!
Leitura dos Atos dos Apóstolos 3, 1-10
Naqueles dias:
Pedro e João subiram ao Templo para a oração das três horas da tarde.
Então trouxeram um homem, coxo de nascença, que costumavam colocar todos os dias na porta do Templo, chamada Formosa, a fim de que pedisse esmolas aos que entravam.
Quando viu Pedro e João entrando no Templo, o homem pediu uma esmola.
Os dois olharam bem para ele e Pedro disse: 'Olha para nós!'
O homem fitou neles o olhar, esperando receber alguma coisa.
Pedro então lhe disse: 'Não tenho ouro nem prata, mas o que tenho eu te dou: em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e anda!'
E pegando-lhe a mão direita, Pedro o levantou. Na mesma hora, os pés e os tornozelos do homem ficaram firmes.
Então ele deu um pulo, ficou de pé e começou a andar. E entrou no Templo junto com Pedro e João, andando, pulando e louvando a Deus.
O povo todo viu o homem andando e louvando a Deus.
E reconheceram que era ele que pedia esmolas, sentado na porta Formosa do Templo. E ficaram admirados e espantados com o que havia acontecido com ele.
Palavra do Senhor.
Seu som ressoa e se espalha em toda terra.
Os céus proclamam a glória do Senhor, / e o firmamento, a obra de suas mãos; o dia ao dia transmite esta mensagem, / a noite à noite publica esta notícia.
R.
Não são discursos nem frases ou palavras, / nem são vozes que possam ser ouvidas; seu som ressoa e se espalha em toda a terra, / chega aos confins do universo a sua voz.
R.
Deus me separou desde o ventre materno.
Leitura da Carta de São Paulo aos Gálatas 1, 11-20
Irmãos:
Asseguro-vos que o evangelho pregado por mim não é conforme a critérios humanos.
Com efeito, não o recebi nem aprendi de homem algum, mas por revelação de Jesus Cristo.
Certamente ouvistes falar como foi outrora a minha conduta no judaísmo, com que excessos perseguia e devastava a Igreja de Deus
e como progredia no judaísmo mais do que muitos judeus de minha idade, mostrando-me extremamente zeloso das tradições paternas.
Quando, porém, aquele que me separou desde o ventre materno e me chamou por sua graça
se dignou revelar-me o seu Filho, para que eu o pregasse entre os pagãos, não consultei carne nem sangue
nem subi, logo, a Jerusalém para estar com os que eram apóstolos antes de mim. Pelo contrário, parti para a Arábia e, depois, voltei ainda a Damasco.
Três anos mais tarde, fui a Jerusalém para conhecer Cefas e fiquei com ele quinze dias.
E não estive com nenhum outro apóstolo, a não ser Tiago, o irmão do Senhor.
Escrevendo estas coisas, afirmo diante de Deus que não estou mentindo.
Palavra do Senhor.
Apascenta os meus cordeiros.
Apascenta as minhas ovelhas.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São João 21, 15-19
Jesus manifestou-se aos seus discípulos e,
depois de comerem, perguntou a Simão Pedro: 'Simão, filho de João, tu me amas mais do que estes?' Pedro respondeu: 'Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo'. Jesus disse: 'Apascenta os meus cordeiros'.
E disse de novo a Pedro: 'Simão, filho de João, tu me amas?' Pedro disse: 'Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo'. Jesus disse-lhe: 'Apascenta as minhas ovelhas'.
Pela terceira vez, perguntou a Pedro: 'Simão, filho de João, tu me amas?' Pedro ficou triste, porque Jesus perguntou três vezes se ele o amava. Respondeu: 'Senhor, tu sabes tudo; tu sabes que eu te amo'. Jesus disse-lhe: 'Apascenta as minhas ovelhas.
Em verdade, em verdade te digo: quando eras jovem, tu te cingias e ias para onde querias. Quando fores velho, estenderás as mãos e outro te cingirá e te levará para onde não queres ir. '
Jesus disse isso, significando com que morte Pedro iria glorificar a Deus. E acrescentou : 'Segue-me'.
Palavra da Salvação.