Liturgia

6ª-FEIRA DA 1ª SEMANA - ADVENTO

Naquele dia, os olhos dos cegos verão.
Leitura do Livro do Profeta Isaías 29, 17-24
Assim fala o Senhor Deus:
Dentro de pouco tempo, não se transformará o Líbano em jardim? E não poderá o jardim tornar-se floresta?
Naquele dia, os surdos ouvirão as palavras do livro e os olhos dos cegos verão, no meio das trevas e das sombras.
Os humildes aumentarão sua alegria no Senhor, e os mais pobres dos homens se rejubilarão no Santo de Israel;
fracassou o prepotente, desapareceu o trapaceiro, e sucumbiram todos os malfeitores precoces,
os que faziam os outros pecar por palavras, e armavam ciladas ao juiz à porta da cidade e atacavam o justo com palavras falsas.
Isto diz o Senhor à casa de Jacó, ele que libertou Abraão: 'Agora, Jacó não mais terá que envergonhar-se nem seu rosto terá que enrubescer;
quando contemplarem as obras de minhas mãos, hão de honrar meu nome no meio do povo, honrarão o Santo de Jacó, e temerão o Deus de Israel;
os homens de espírito inconstante conseguirão sabedoria e os maldizentes concordarão em aprender'.
Palavra do Senhor.
O Senhor é minha luz e salvação.
O Senhor é minha luz e salvação; / de quem eu terei medo? / O Senhor é a proteção da minha vida; / perante quem eu tremerei?
R.
Ao Senhor eu peço apenas uma coisa, / e é só isto que eu desejo: / habitar no santuário do Senhor / por toda a minha vida; / saborear a suavidade do Senhor / e contemplá-lo no seu templo.
R.
Sei que a bondade do Senhor eu hei de ver / na terra dos viventes. Espera no Senhor e tem coragem, / espera no Senhor!
R.
Dois cegos, crendo em Jesus, são curados.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 9, 27-31
Naquele tempo:
Partindo Jesus, dois cegos o seguiram, gritando: 'Tem piedade de nós, filho de Davi!'
Quando Jesus entrou em casa, os cegos se aproximaram dele. Então Jesus perguntou-lhes: 'Vós acreditais que eu posso fazer isso?' Eles responderam: 'Sim, Senhor. '
Então Jesus tocou nos olhos deles, dizendo: 'Faça-se conforme a vossa fé. '
E os olhos deles se abriram. Jesus os advertiu severamente: 'Tomai cuidado para que ninguém fique sabendo. '
Mas eles saíram, e espalharam sua fama por toda aquela região.
Palavra da Salvação.

SÃO JOÃO DAMASCENO, PRESB. E DOUTOR DA IGREJA - SANTORAL

Guarda o precioso depósito,
com a ajuda do Espírito Santo.
Leitura da Segunda Carta de São Paulo a Timóteo 1, 13-14; 2, 1-3
Caríssimo:
Usa um compêndio das palavras sadias que de mim ouviste em matéria de fé e de amor em Cristo Jesus.
Guarda o precioso depósito, com a ajuda do Espírito Santo que habita em nós.
Meu filho, fortifica-te na graça de Jesus Cristo.
O que de mim aprendeste na presença de tantas testemunhas, confia isso a homens fiéis, que sejam capazes de ensiná-lo também a outros.
Assume a tua parte do sofrimento, como bom soldado de Cristo Jesus.
Palavra do Senhor.
Os julgamentos do Senhor são corretos e justos igualmente.
Ou: Senhor, tuas palavras são espírito, são vida!
A lei do Senhor Deus é perfeita, / conforto para a alma! / O testemunho do Senhor é fiel, / sabedoria dos humildes.
R.
Os preceitos do Senhor são precisos, / alegria ao coração. / O mandamento do Senhor é brilhante, / para os olhos é uma luz.
R.
É puro o temor do Senhor, / imutável para sempre. / Os julgamentos do Senhor são corretos / e justos igualmente.
R.
Mais desejáveis do que o ouro são eles, / do que o ouro refinado. / Suas palavras são mais doces que o mel, / que o mel que sai dos favos.
R.
Como foste fiel na administração de tão
pouco, vem participar de minha alegria.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 25, 14-30
Naquele tempo, Jesus contou esta parábola a seus discípulos:
Um homem ia viajar para o estrangeiro. Chamou seus empregados e lhes entregou seus bens.
A um deu cinco talentos, a outro deu dois e ao terceiro, um; a cada qual de acordo com a sua capacidade. Em seguida viajou.
O empregado que havia recebido cinco talentos saiu logo, trabalhou com eles, e lucrou outros cinco.
Do mesmo modo, o que havia recebido dois lucrou outros dois.
Mas aquele que havia recebido um só, saiu, cavou um buraco na terra, e escondeu o dinheiro do seu patrão.
Depois de muito tempo, o patrão voltou e foi acertar contas com os empregados.
O empregado que havia recebido cinco talentos entregou-lhe mais cinco, dizendo: `Senhor, tu me entregaste cinco talentos. Aqui estão mais cinco que lucrei'.
O patrão lhe disse: `Muito bem, servo bom e fiel! como foste fiel na administração de tão pouco, eu te confiarei muito mais. Vem participar da minha alegria!'
Chegou também o que havia recebido dois talentos, e disse: `Senhor, tu me entregaste dois talentos. Aqui estão mais dois que lucrei'.
O patrão lhe disse: `Muito bem, servo bom e fiel! Como foste fiel na administração de tão pouco, eu te confiarei muito mais. Vem participar da minha alegria!'
Por fim, chegou aquele que havia recebido um talento, e disse: `Senhor, sei que és um homem severo, pois colhes onde não plantaste e ceifas onde não semeaste.
Por isso fiquei com medo e escondi o teu talento no chão. Aqui tens o que te pertence'.
O patrão lhe respondeu: `Servo mau e preguiçoso! Tu sabias que eu colho onde não plantei e que ceifo onde não semeei?
Então devias ter depositado meu dinheiro no banco, para que, ao voltar, eu recebesse com juros o que me pertence. '
Em seguida, o patrão ordenou: `Tirai dele o talento e dai-o àquele que tem dez!
Porque a todo aquele que tem será dado mais, e terá em abundância, mas daquele que não tem, até o que tem lhe será tirado.
Quanto a este servo inútil, jogai-o lá fora, na escuridão. Ali haverá choro e ranger de dentes!'
Palavra da Salvação.