Liturgia


SÁBADO DA 4ª SEMANA - PÁSCOA


Vamos dirigir-nos aos pagãos.
Leitura dos Atos dos Apóstolos 13, 44-52
No sábado seguinte, quase toda a cidade se reuniu para ouvir a palavra de Deus.
Ao verem aquela multidão, os judeus ficaram cheios de inveja e, com blasfêmias, opunham-se ao que Paulo dizia.
Então, com muita coragem, Paulo e Barnabé declararam: 'Era preciso anunciar a palavra de Deus primeiro a vós. Mas, como a rejeitais e vos considerais indignos da vida eterna, sabei que nos vamos dirigir aos pagãos.
Porque esta é a ordem que o Senhor nos deu: 'Eu te coloquei como luz para as nações, para que leves a salvação até os confins da terra'. '
Os pagãos ficaram muito contentes, quando ouviram isso, e glorificavam a palavra do Senhor. Todos os que eram destinados à vida eterna, abraçaram a fé.
Desse modo, a palavra do Senhor espalhava-se por toda a região.
Mas os judeus instigaram as mulheres ricas e religiosas, assim como os homens influentes da cidade, provocaram uma perseguição contra Paulo e Barnabé e expulsaram-nos do seu território.
Então os apóstolos sacudiram contra eles a poeira dos pés, e foram para a cidade de Icônio.
Os discípulos, porém, ficaram cheios de alegria e do Espírito Santo.
Palavra do Senhor.
Os confins do universo contemplaram a salvação do nosso Deus.
Ou: Aleluia, Aleluia, Aleluia.
Cantai ao Senhor Deus um canto novo, / porque ele fez prodígios! / Sua mão e o seu braço forte e santo / alcançaram-lhe a vitória.
R.
O Senhor fez conhecer a salvação, / e às nações, sua justiça; recordou o seu amor sempre fiel pela casa de Israel.
R.
Os confins do universo contemplaram a salvação do nosso Deus. Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira, / alegrai-vos e exultai!
R.
Quem me viu, viu o Pai.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São João 14, 7-14
Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos:
Se vós me conhecêsseis, conheceríeis também o meu Pai. E desde agora o conheceis e o vistes. '
Disse Filipe: 'Senhor, mostra-nos o Pai, isso nos basta!'
Jesus respondeu: 'Ha tanto tempo estou convosco, e não me conheces, Filipe? Quem me viu, viu o Pai. Como é que tu dizes: 'Mostra-nos o Pai'?
Não acreditas que eu estou no Pai e o Pai está em mim? As palavras que eu vos digo, não as digo por mim mesmo, mas é o Pai que, permanecendo em mim, realiza as suas obras.
Acreditai-me: eu estou no Pai e o Pai está em mim. Acreditai, ao menos, por causa destas mesmas obras.
Em verdade, em verdade vos digo, quem acredita em mim fará as obras que eu faço, e fará ainda maiores do que estas. Pois eu vou para o Pai,
e o que pedirdes em meu nome, eu o realizarei, a fim de que o Pai seja glorificado no Filho.
Se pedirdes algo em meu nome, eu o realizarei.
Palavra da Salvação.

SÃO JOSÉ OPERÁRIO - SANTORAL

Enchei a terra e submetei-a!
Leitura do Livro do Gênesis 1, 26-2, 3
Deus disse: 'Façamos o homem à nossa imagem e segundo a nossa semelhança, para que domine sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu, e sobre todos os répteis que rastejam sobre a terra'.
E Deus criou o homem à sua imagem, à imagem de Deus ele o criou: homem e mulher os criou.
E Deus os abençoou e lhes disse: 'Sede fecundos e multiplicai-vos, enchei a terra e submetei-a! Dominai sobre os peixes do mar, sobre os pássaros do céu e sobre todos os animais que se movem sobre a terra'.
E Deus disse: 'Eis que vos entrego todas as plantas que dão semente sobre a terra, e todas as árvores que produzem fruto com sua semente, para vos servirem de alimento.
E a todos os animais da terra, e a todas as aves do céu, e a tudo o que rasteja sobre a terra e que é animado de vida, eu dou todos os vegetais para alimento'. E assim se fez.
E Deus viu tudo quanto havia feito, e eis que tudo era muito bom. Houve uma tarde e uma manhã: sexto dia.
E assim foram concluídos o céu e a terra com todo o seu exército.
No sétimo dia, Deus considerou acabada toda a obra que tinha feito; e no sétimo dia descansou de toda a obra que fizera.
Deus abençoou o sétimo dia e o santificou, porque nesse dia descansou de toda a obra da criação.
Palavra do Senhor.
Ó Senhor, fazei dar frutos o labor de nossa mãos!
Ou: Aleluia, Aleluia, Aleluia.
Já bem antes que as montanhas fossem feitas / ou a terra e o mundo se formassem, / desde sempre e para sempre vós sois Deus.
R.
Vós fazeis voltar ao pó todo mortal, / quando dizeis: 'Voltai ao pó, filhos de Adão!'Pois mil anos para vós são como ontem, / qual vigília de uma noite que passou.
R.
Ensinai-nos a contar os nossos dias, / e dai ao nosso coração sabedoria!Senhor, voltai-vos! Até quando tardareis? / Tende piedade e compaixão de vossos servos!
R.
Saciai-nos de manhã com vosso amor, / e exultaremos de alegria todo o dia!Manifestai a vossa obra a vossos servos, / e a seus filhos revelai a vossa glória!
R.
Não é ele o filho do carpinteiro?
Então, de onde lhe vem tudo isso?
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 13, 54-58
Naquele tempo:
Dirigindo-se para a sua terra, Jesus ensinava na sinagoga, de modo que ficavam admirados. E diziam: 'De onde lhe vem essa sabedoria e esses milagres?
Não é ele o filho do carpinteiro? Sua mãe não se chama Maria, e seus irmãos não são Tiago, José, Simão e Judas?
E suas irmãs não moram conosco? Então, de onde lhe vem tudo isso?'
E ficaram escandalizados por causa dele. Jesus, porém, disse: 'Um profeta só não é estimado em sua própria pátria e em sua família!'
E Jesus não fez ali muitos milagres, porque eles não tinham fé.
Palavra da Salvação.