Liturgia


SÁBADO DA 19ª SEMANA - TEMPO COMUM

Escolhei hoje a quem quereis servir
Leitura do Livro de Josué 24, 14-29
Naqueles dias, Josué disse a todo o povo:
Agora, pois, temei ao Senhor e servi-o com um coração íntegro e sincero, e lançai fora os deuses a quem vossos pais serviram na Mesopotâmia e no Egito, e servi ao Senhor.
Contudo, se vos parece mal servir ao Senhor, escolhei hoje a quem quereis servir: se aos deuses a quem vossos pais serviram na Mesopotâmia, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais. Quanto a mim e à minha família, nós serviremos ao Senhor'.
E o povo respondeu, dizendo: 'Longe de nós abandonarmos o Senhor, para servir a deuses estranhos.
Porque o Senhor, nosso Deus, ele mesmo, é quem nos tirou, a nós e a nossos pais, da terra do Egito, da casa da escravidão. Foi ele quem realizou esses grandes prodígios diante de nossos olhos, e nos guardou por todos os caminhos por onde peregrinamos, e no meio de todos os povos pelos quais passamos.
O Senhor expulsou diante de nós todas as nações, especialmente os amorreus, que habitavam a terra em que entramos. Portanto, nós também serviremos ao Senhor, porque ele é o nosso Deus'.
Então Josué disse ao povo: 'Não podeis servir ao Senhor, pois ele é um Deus santo, um Deus ciumento, que não suportará vossas transgressões e pecados.
Se abandonardes o Senhor e servirdes a deuses estranhos, ele se voltará contra vós, e vos tratará mal e vos aniquilará, depois de vos ter tratado bem'.
O povo, porém, respondeu a Josué: 'Não! É ao Senhor que serviremos'.
Josué então disse ao povo: 'Sois testemunhas contra vós mesmos de que escolhestes o Senhor para servi-lo'. E eles responderam: 'Sim! Somos testemunhas!'
'Sendo assim', disse Josué, 'tirai do meio de vós os deuses estranhos e inclinai os vossos corações para o Senhor, Deus de Israel'.
O povo disse a Josué: 'Serviremos ao Senhor, nosso Deus, e seremos obedientes aos seus preceitos'.
Naquele dia, Josué estabeleceu uma aliança com o povo, e lhes propôs preceitos e leis em Siquém.
Josué escreveu estas palavras no Livro da Lei de Deus. A seguir, tomou uma grande pedra e levantou-a ali, debaixo do carvalho que havia no santuário do Senhor.
Então Josué disse a todo o povo: 'Esta pedra que estás vendo servirá de testemunha contra vós, pois ela ouviu todas as palavras que o Senhor vos disse, para que depois não possais renegar o Senhor, vosso Deus'.
Em seguida, Josué despediu o povo, para que fosse cada um para suas terras.
Depois desses acontecimentos, morreu Josué, filho de Nun, servo do Senhor, com a idade de cento e dez anos.
Palavra do Senhor.
O Senhor é a porção da minha herança!
Guardai-me, ó Deus, porque em vós me refugio! Digo ao Senhor: 'Somente vós sois meu Senhor. Ó Senhor, sois minha herança e minha taça, / meu destino está seguro em vossas mãos!
R.
Eu bendigo o Senhor, que me aconselha, / e até de noite me adverte o coração. Tenho sempre o Senhor ante meus olhos, / pois se o tenho a meu lado não vacilo.
R.
Vós me ensinais vosso caminho para a vida; / junto a vós, felicidade sem limites, / delícia eterna e alegria ao vosso lado!
R.
Deixai as crianças, e não as proibais de virem a mim,
porque delas é o Reino dos Céus.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 19, 13-15
Naquele tempo:
Levaram crianças a Jesus, para que impusesse as mãos sobre elas e fizesse uma oração. Os discípulos, porém, as repreendiam.
Então Jesus disse: 'Deixai as crianças, e não as proibais de virem a mim, porque delas é o Reino dos Céus. '
E depois de impôr as mãos sobre elas, Jesus partiu dali.
Palavra da Salvação.

SÃO MAXIMILIANO MARIA KOLBE, PRESB. E MÁRTIR - SANTORAL

Foram aceitos como ofertas de holocausto.
Leitura do Livro da Sabedoria 3, 1-9
A vida dos justos está nas mãos de Deus, e nenhum tormento os atingirá.
Aos olhos dos insensatos parecem ter morrido; sua saída do mundo foi considerada uma desgraça,
e sua partida do meio de nós, uma destruição; mas eles estão em paz.
Aos olhos dos homens parecem ter sido castigados, mas sua esperança é cheia de imortalidade;
tendo sofrido leves correções, serão cumulados de grandes bens, porque Deus os pôs à prova e os achou dignos de si.
Provou-os como se prova o ouro no fogo e aceitou-os como ofertas de holocausto;
no dia do seu julgamento hão de brilhar, correndo como centelhas no meio da palha;
vão julgar as nações e dominar os povos, e o Senhor reinará sobre eles para sempre.
Os que nele confiam compreenderão a verdade, e os que perseveram no amor ficarão junto dele, porque a graça e a misericórdia são para seus eleitos.
Palavra do Senhor.
É preciosa aos olhos do Senhor, a morte dos santos, seus amigos.
Guardei a minha fé, mesmo dizendo: / 'É demais o sofrimento em minha vida!'Confiei, quando dizia na aflição: / 'Todo homem é mentiroso! Todo homem!'
R.
Que poderei retribuir ao Senhor Deus / por tudo aquilo que ele fez em meu favor?Elevo o cálice da minha salvação, / invocando o nome santo do SenhoR.
R.
Eis que sou o vosso servo, ó Senhor, / vosso servo que nasceu de vossa serva; / mas me quebrastes os grilhões da escravidão!Por isso oferto um sacrifício de louvor, / invocando o nome santo do Senhor.
R.
Ninguém tem amor maior
do que aquele que dá sua vida pelos amigos.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João 15, 12-16
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
'Este é o meu mandamento: amai-vos uns aos outros, assim como eu vos amei.
Ninguém tem amor maior do que aquele que dá sua vida pelos amigos.
Vós sois meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando.
Já não vos chamo servos, pois o servo não sabe o que faz o seu senhor. Eu chamo-vos amigos, porque vos dei a conhecer tudo o que ouvi de meu Pai.
Não fostes vós que me escolhestes, mas fui eu que vos escolhi e vos designei para irdes e para que produzais fruto e o vosso fruto permaneça. O que, então, pedirdes ao Pai em meu nome, ele vo-lo concederá.
Palavra da Salvação.