Liturgia


2ª-FEIRA DA 2ª SEMANA - ADVENTO

É Deus mesmo que vem para vos salvar.
Leitura do Livro do Profeta Isaías 35, 1-10
Alegre-se a terra que era deserta e intransitável, exulte a solidão e floresça como um lírio.
Germine e exulte de alegria e louvores. Foi-lhe dada a glória do Líbano, o esplendor do Carmelo e de Saron; seus habitantes verão a glória do Senhor, a majestade do nosso Deus.
Fortalecei as mãos enfraquecidas e firmai os joelhos debilitados.
Dizei às pessoas deprimidas: 'Criai ânimo, não tenhais medo! Vede, é vosso Deus, é a vingança que vem, é a recompensa de Deus; é ele que vem para vos salvar'.
Então se abrirão os olhos dos cegos e se descerrarão os ouvidos dos surdos.
O coxo saltará como um cervo e se desatará a língua dos mudos, assim como brotarão águas no deserto e jorrarão torrentes no ermo.
A terra árida se transformará em lago, e a região sedenta, em fontes d'água; nas cavernas onde viviam dragões crescerá o caniço e o junco.
Ali haverá uma vereda e um caminho; o caminho se chamará estrada santa: por ela não passará o impuro; mas será uma estrada reta em que até os débeis não se perderão.
Ali não existem leões, não andam por ela animais de predadores, nem mesmo aparecem lá; os que forem libertados, poderão percorrê-la,
os que o Senhor salvou, voltarão para casa. Eles virão a Sião cantando louvores, com infinita alegria brilhando em seus rostos: cheios de gozo e contentamento, não mais conhecerão a dor e o pranto.
Palavra do Senhor.
Eis que vem o nosso Deus! Ele vem para salvar.
Quero ouvir o que o Senhor irá falar: / é a paz que ele vai anunciar; a paz para o seu povo e seus amigos, / para os que voltam ao Senhor seu coração. Está perto a salvação dos que o temem, / e a glória habitará em nossa terra.
R.
A verdade e o amor se encontrarão, / a justiça e a paz se abraçarão; da terra brotará a fidelidade, / O Senhor nos dará tudo o que é bom, / e a nossa terra nos dará suas colheitas; a justiça andará na sua frente / e a salvação há de seguir os passos seus.
R.
Hoje vimos coisas maravilhosas!
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 5, 17-26
Um dia Jesus estava ensinando. É sua volta estavam sentados fariseus e doutores da Lei, vindos de todas as aldeias da Galiléia, da Judéia e de Jerusalém. E a virtude do Senhor o levava a curar.
Uns homens traziam um paralítico num leito e procuravam fazê-lo entrar para apresentá-lo.
Mas, não achando por onde introduzi-lo, devido à multidão, subiram ao telhado e por entre as telhas o desceram com o leito no meio da assembléia diante de Jesus.
Vendo-lhes a fé, ele disse: Homem, teus pecados estão perdoados.
Os escribas e fariseus começaram a murmurar, dizendo: Quem é este que assim blasfema? Quem pode perdoar os pecados senão Deus?
Conhecendo-lhes os pensamentos, Jesus respondeu, dizendo: 'Por que murmurais em vossos corações?
O que é mais fácil dizer: 'teus pecados estão perdoados', ou dizer: 'levanta-te e anda'?
Pois, para que saibais que o Filho do homem tem na terra poder de perdoar os pecados - disse ao paralítico - eu te digo: levanta-te, pega o leito e vai para casa'.
Imediatamente, diante deles, ele se levantou, tomou o leito e foi para casa, louvando a Deus.
Todos ficaram fora de si, glorificavam a Deus e cheios de temor diziam: 'Hoje vimos coisas maravilhosas!'
Palavra da Salvação.

SÃO NICOLAU, BISPO - SANTORAL

Sou apenas um homem de lábios impuros,
mas eu vi com meus olhos o rei,
o Senhor dos exércitos.
Leitura do Livro do Profeta Isaías 6, 1-8
No ano da morte do rei Ozias, vi o Senhor sentado num trono de grande altura; o seu manto estendia-se pelo templo.
Havia Serafins de pé a seu lado; cada um tinha seis asas, duas cobriam-lhes o rosto, duas, os pés e, com duas, eles podiam voar.
Eles exclamavam uns para os outros: 'Santo, santo, santo é o Senhor dos exércitos; toda a terra está repleta de sua glória'.
Ao clamor dessas vozes, começaram a tremer as portas em seus gonzos e o templo encheu-se de fumaça.
Disse eu então: 'Ai de mim, estou perdido! Sou apenas um homem de lábios impuros, mas eu vi com meus olhos o rei, o Senhor dos exércitos'.
Nisto, um dos serafins voou para mim, tendo na mão uma brasa, que retirara do altar com uma tenaz,
e tocou minha boca, dizendo: 'Assim que isto tocou teus lábios, desapareceu tua culpa, e teu pecado está perdoado'.
Ouvi a voz do Senhor que dizia: 'Quem enviarei? Quem irá por nós?' Eu respondi: 'Aqui estou! Envia-me'.
Palavra do Senhor.
Eis que venho fazer com prazer a vossa vontade, Senhor!
Esperando, esperei no Senhor, / e inclinando-se, ouviu meu clamor. Canto novo ele pôs em meus lábios, um poema em louvor ao Senho
R.
Sacrifício e oblação não quisestes, / mas abristes, Senhor, meus ouvidos; / não pedistes ofertas nem vítimas, / holocaustos por nossos pecados, e então eu vos disse: 'Eis que venho!'
R.
Sobre mim está escrito no livro: 'Com prazer faço a vossa vontade, / guardo em meu coração vossa lei!'
R.
Boas-novas de vossa justiça / anunciei numa grande assembléia; / vós sabeis: não fechei os meus lábios!
R.
A vossa paz repousará sobre ele.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas 10, 1-9
Naquele tempo:
O Senhor escolheu outros setenta e dois discípulos e os enviou dois a dois, na sua frente, a toda cidade e lugar aonde ele próprio devia ir.
E dizia-lhes: 'A messe é grande, mas os trabalhadores são poucos. Por isso, pedi ao dono da messe que mande trabalhadores para a colheita.
Eis que vos envio como cordeiros para o meio de lobos.
Não leveis bolsa, nem sacola, nem sandálias, e não cumprimenteis ninguém pelo caminho!
Em qualquer casa em que entrardes, dizei primeiro: `A paz esteja nesta casa!'
Se ali morar um amigo da paz, a vossa paz repousará sobre ele; se não, ela voltará para vós.
Permanecei naquela mesma casa, comei e bebei do que tiverem, porque o trabalhador merece o seu salário. Não passeis de casa em casa.
Quando entrardes numa cidade e fordes bem recebidos, comei do que vos servirem,
curai os doentes que nela houver e dizei ao povo: 'O Reino de Deus está próximo de vós. '
Palavra da Salvação.