Início » Liturgia

Liturgia


4ª-FEIRA DA 26ª SEMANA - TEMPO COMUM

Se for do agrado do rei. deixa-me ir para a Judéia,
a fim de que possa reconstruí-la.
Leitura do Livro de Neemias 2, 1-8
Era o mês de Nisã, no vigésimo ano do rei Artaxerxes. Como o vinho estivesse diante do rei, eu peguei no vinho e ofereci-o ao rei. Como em sua presença eu nunca podia estar triste,
o rei disse-me: 'Por que estás com a fisionomia triste? Não estás doente. Isso só pode ser tristeza do coração'. Fiquei muito apreensivo e disse ao rei:
'Que o rei viva para sempre! Como o meu rosto poderia não estar triste, quando está em ruínas a cidade onde estão os túmulos de meus pais e suas portas foram consumidas pelo fogo?'
E o rei disse-me: 'O que desejas?' Então, fazendo uma oração ao Deus do céu,
eu disse ao rei: 'Se for do agrado do rei e se o teu servo achar graça diante de ti, deixa-me ir para a Judéia, à cidade onde se encontram os túmulos de meus pais, a fim de que possa reconstruí-la'.
O rei, junto de quem a rainha se sentara, perguntou-me: 'Quanto tempo vai durar a tua viagem e quando estarás de volta?' Eu indiquei-lhe a data do regresso e ele autorizou-me a partir.
Eu disse ainda ao rei: 'Se parecer bem ao rei, sejam-me dadas cartas para os governadores de além do rio, para que me deixem passar, até que chegue à Judéia.
E também outra carta para Asaf, guarda da floresta do rei, para que me forneça madeira de construção para as portas da cidadela do templo, para as muralhas da cidade, e para a casa em que vou morar'. E o rei concedeu-me tudo, pois a bondosa mão de Deus me protegia.
Palavra do Senhor.
Que se prenda a minha língua ao céu da boca, se de ti Jerusalém, eu me esquecer!
Junto aos rios da Babilônia / nos sentávamos chorando, / com saudades de Sião. Nos salgueiros por ali / penduramos nossas harpas.
R.
Pois foi lá que os opressores / nos pediram nossos cânticos; / nossos guardas exigiam / alegria na tristeza: / 'Cantai hoje para nós / algum canto de Sião!'
R.
Como havemos de cantar / os cantares do Senhor / numa terra estrangeira?Se de ti, Jerusalém, / algum dia eu me esquecer, / que resseque a minha mão!
R.
Que se cole a minha língua / e se prenda ao céu da boca, / se de ti não me lembrar! / Se não for Jerusalém / minha grande alegria!
R.
Eu te seguirei para onde quer que fores.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 9, 57-62
Naquele tempo:
Enquanto estavam caminhando, alguém na estrada disse a Jesus: 'Eu te seguirei para onde quer que fores. '
Jesus lhe respondeu: 'As raposas têm tocas e os pássaros têm ninhos; mas o Filho do Homem não tem onde repousar a cabeça. '
Jesus disse a outro: 'Segue-me. ' Este respondeu: 'Deixa-me primeiro ir enterrar meu pai. '
Jesus respondeu: 'Deixa que os mortos enterrem os seus mortos; mas tu, vai anunciar o Reino de Deus. '
Um outro ainda lhe disse: 'Eu te seguirei, Senhor, mas deixa-me primeiro despedir-me dos meus familiares. '
Jesus, porém, respondeu-lhe: 'Quem põe a mão no arado e olha para trás, não está apto para o Reino de Deus. '
Palavra da Salvação.

SÃO MIGUEL, SÃO GABRIEL E SÃO RAFAEL, ARCANJOS - SANTORAL

Serviam-no milhares de milhares.
Leitura da Profecia de Daniel 7, 9-10. 13-14
Eu continuava olhando até que foram colocados uns tronos, e um Ancião de muitos dias aí tomou lugar. Sua veste era branca como neve e os cabelos da cabeça, como ló pura; seu trono eram chamas de fogo, e as rodas do trono, como fogo em brasa.
Derramava-se aí um rio de fogo que nascia diante dele; serviam-no milhares de milhares, e milhões de milhões assistiam-no ao trono; foi instalado o tribunal e os livros foram abertos.
Continuei insistindo na visão noturna, e eis que, entre as nuvens do céu, vinha um como filho de homem, aproximando-se do Ancião de muitos dias, e foi conduzido à sua presença.
Foram-lhe dados poder, glória e realeza, e todos os povos, nações e línguas o serviam: seu poder é um poder eterno que não lhe será tirado, e seu reino, um reino que não se dissolverá.
Palavra do Senhor.
Perante os vossos anjos vou cantar-vos, ó Senhor!
Ó Senhor, de coração eu vos dou graças, / porque ouvistes as palavras dos meus lábios! / Perante os vossos anjos vou cantar-vos e ante o vosso templo vou prostrar-me.
R.
Eu agradeço vosso amor, vossa verdade, porque fizestes muito mais que prometestes; naquele dia em que gritei, vós me escutastes / e aumentastes o vigor da minha alma.
R.
Os reis de toda a terra hão de louvar-vos, / quando ouvirem, ó Senhor, vossa promessa. Hão de cantar vossos caminhos e dirão: / 'Como a glória do Senhor é grandiosa!'/
Vereis o céu aberto e os anjos de Deus
subindo e descendo sobre o Filho do Homem.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João 1, 47-51
Naquele tempo,
Jesus viu Natanael que vinha para ele e comentOu:
'Aí vem um israelita de verdade, um homem sem falsidade'.
Natanael perguntOu:
'De onde me conheces?' Jesus respondeu: 'Antes que Filipe te chamasse, enquanto estavas debaixo da figueira, eu te vi'.
Natanael respondeu: 'Rabi, tu és o Filho de Deus, tu és o Rei de Israel'.
Jesus disse: 'Tu crês porque te disse: Eu te vi debaixo da figueira? Coisas maiores que esta verás!'
E Jesus continuou: 'Em verdade, em verdade, eu vos digo: Vereis o céu aberto e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do Homem'.
Palavra da Salvação.