Liturgia


5ª-FEIRA DA 20ª SEMANA - TEMPO COMUM

A primeira pessoa que sair de minha casa
pertencerá ao Senhor e eu a oferecerei em holocausto.
Leitura do Livro dos Juízes 11, 29-39a
Naqueles dias:
O espírito do Senhor veio sobre Jefté e ele, atravessando Galaad e Manassés, passou por Masfa e Galaad e de lá marchou contra os filhos de Amon.
E Jefté fez um voto ao Senhor, dizendo: 'Se entregares os amonitas em minhas mãos,
a primeira pessoa que sair da porta de minha casa para vir ao meu encontro, quando eu voltar vencedor sobre os amonitas, pertencerá ao Senhor e eu a oferecerei em holocausto'.
Jefté passou às terras dos amonitas para combater contra eles, e o Senhor entregou-os em suas mãos.
E Jefté fez uma grande mortandade em vinte cidades, desde Aroer até a entrada de Menit e até Abel-Carmim, e assim os filhos de Amon foram subjugados pelos filhos de Israel.
Quando Jefté voltou para sua casa em Masfa, sua filha veio-lhe ao encontro, dançando ao som do tamborim. Era a sua única filha, pois não tinha mais filhos.
Ao vê-la, rasgou as vestes e bradou: 'Ai! Minha filha, tu me prostraste de dor! És a causa da minha desgraça! Pois fiz uma promessa ao Senhor e não posso voltar atrás'.
Então ela respondeu: 'Meu pai, se fizeste um voto ao Senhor, trata-me segundo o que prometeste, porque o Senhor concedeu que te vingasses de teus inimigos, os amonitas'.
Depois, disse ao pai: 'Concede-me apenas o que te peço: deixa-me livre dois meses para ir vagar pelos montes com minhas companheiras e chorar a minha virgindade'.
'Vai!', respondeu ele. E deixou-a partir por dois meses. Ela foi com suas companheiras chorar pelos montes a sua virgindade.
assados os dois meses, voltou para o seu pai e ele cumpriu o voto que tinha feito
Palavra do Senhor.
Eis que venho fazer, com prazer, a vossa vontade Senhor!
É feliz quem a Deus se confia; / quem não segue os que adoram os ídolos / e se perdem por falsos caminhos.
R.
Sacrifício e oblação não quisestes, / mas abristes, Senhor, meus ouvidos; / não pedistes ofertas nem vítimas, / holocaustos por nossos pecados, E então eu vos disse: 'Eis que venho!'
R.
Sobre mim está escrito no livro: 'Com prazer faço a vossa vontade, / guardo em meu coração vossa lei!'
R.
Boas-novas de vossa justiça / anunciei numa grande assembléia; / vós sabeis: não fechei os meus lábios!
R.
Convidai para a festa todos os que encontrardes.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 22, 1-14
Naquele tempo: Jesus voltou a falar em parábolas aos sumos sacerdotes e aos anciãos do povo,
dizendo: 'O Reino dos Céus é como a história do rei que preparou a festa de casamento do seu filho.
E mandou os seus empregados para chamar os convidados para a festa, mas estes não quiseram vir.
O rei mandou outros empregados, dizendo: `Dizei aos convidados: já preparei o banquete, os bois e os animais cevados já foram abatidos e tudo está pronto. Vinde para a festa!'
Mas os convidados não deram a menor atenção: um foi para o seu campo, outro para os seus negócios,
outros agarraram os empregados, bateram neles e os mataram.
O rei ficou indignado e mandou suas tropas para matar aqueles assassinos e incendiar a cidade deles.
Em seguida, o rei disse aos empregados: `A festa de casamento está pronta, mas os convidados não foram dignos dela.
Portanto, ide até às encruzilhadas dos caminhos e convidai para a festa todos os que encontrardes. '
Então os empregados saíram pelos caminhos e reuniram todos os que encontraram, maus e bons. E a sala da festa ficou cheia de convidados.
Quando o rei entrou para ver os convidados, observou ali um homem que não estava usando traje de festa
e perguntou-lhe: `Amigo, como entraste aqui sem o traje de festa?' Mas o homem nada respondeu.
Então o rei disse aos que serviam: `Amarrai os pés e as mãos desse homem e jogai-o fora, na escuridão! Ali haverá choro e ranger de dentes'.
Por que muitos são chamados, e poucos são escolhidos. '
Palavra da Salvação.

SÃO JOÃO EUDES, PRESB. - SANTORAL

Conhecer o amor de Cristo,
que ultrapassa todo o conhecimento.
Leitura da Carta de São Paulo aos Efésios 3, 14-19
Irmãos:
Eu dobro os joelhos diante do Pai,
de quem toda e qualquer família recebe seu nome, no céu e sobre a terra.
Que ele vos conceda, segundo a riqueza da sua glória, serdes robustecidos, por seu Espírito, quanto ao homem interior,
que ele faça habitar, pela fé, Cristo em vossos corações, que estejais enraizados e fundados no amor.
Tereis assim a capacidade de compreender, com todos os santos, qual a largura, o comprimento, a altura, a profundidade,
e de conhecer o amor de Cristo, que ultrapassa todo o conhecimento, a fim de que sejais cumulados até receber toda a plenitude de Deus.
Palavra do Senhor.
Guardai-me, em paz, junto a vós, ó Senhor!
Senhor, meu coração não é orgulhoso, / nem se eleva arrogante o meu olhar; / não ando à procura de grandezas, / nem tenho pretensões ambiciosas!
R.
Fiz calar e sossegar a minha alma; / ela está em grande paz dentro de mim, / como a criança bem tranqüila, amamentada / no regaço acolhedor de sua mãe.
R.
Confia no Senhor, ó Israel, / desde agora e por toda a eternidade!
R.
Eu sou manso e humilde de coração.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 11, 25-30
Naquele tempo, Jesus pôs-se a dizer:
'Eu te louvo, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque escondeste estas coisas aos sábios e entendidos e as revelaste aos pequeninos.
Sim, Pai, porque assim foi do teu agrado.
Tudo me foi entregue por meu Pai, e ninguém conhece o Filho, senão o Pai, e ninguém conhece o Pai, senão o Filho e aquele a quem o Filho o quiser revelar.
Vinde a mim todos vós que estais cansados e fatigados sob o peso dos vossos fardos, e eu vos darei descanso.
Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração, e vós encontrareis descanso.
Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.
Palavra da Salvação.